Evite as piores receitas caseiras contra a acne

Passe longe de práticas que causam manchas, cicatrizes e novas inflamações

 A chateação causada pela acne às vezes leva ao desespero e, na ansiedade para resolver o problema, muita gente acaba apelando para receitas caseiras. Erro grave: na maioria das situações, cicatrizes e manchas são os únicos resultados obtidos. Loções secativas, vendidas sem prescrição médica, costumam solucionar os casos mais simples, enquanto antibióticos são indicados pelos médicos nos casos mais graves. "Uma consulta no dermatologista é fundamental para encontrar o tratamento ideal de cada pele. Mas, independente disso, algumas práticas devem passar longe dos cuidados no combate à acne", afirma o dermatologista Cláudio Mutti, da Sociedade Internacional de Medicina Estética. Veja a seguir as receitas caseiras que só prejudicam a sua pele e entenda por que elas são nocivas.

 Mulher espremendo espinhas - foto: Getty ImagesEspremer

Apertar as espinhas pode causar o aparecimento de manchas e cicatrizes (os "buraquinhos") no local. "O ideal é usar um produto secativo e esperar que a acne desapareça", afirma a dermatologista Maria Paula Del Nero, especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia. Quando espreme uma espinha, você pode infectar o local com bactérias e ganhar uma inflamação maior ainda. 

Mulher com creme dental no rosto - foto: Getty ImagesPasta de dente

A pasta de dentes não serve como secativo para as espinhas. A fórmula pode intoxicar o poro inflamado e piorar a reação inflamatória, aumentando a espinha ou tornando a região ainda mais dolorida, além de manchar a pele. Em vez de usar o creme dental, aplique produtos específicos para o tratamento da acne.

 Homem lavando o rosto - foto: Getty ImagesLavar o rosto várias vezes

"Lavar excessivamente o rosto pode provocar um efeito rebote, aumentando a produção de oleosidade pelas glândulas sebáceas", afirma Cláudio Mutti. Por isso, o ideal é lavar o rosto duas vezes ao dia, preferencialmente com água morna ou fria, e usando um sabonete neutro ou indicado para o seu tipo de pele.

 Mulher com frutas cítricas no rosto - foto: Getty ImagesMáscara com leite e limão

O leite e o limão não servem para o tratamento da pele: a acidez do limão, ao contrário, pode causar manchas e queimaduras graves na pele, por isso jamais pense na fruta como agente de combate à acne. O leite não chega a fazer mal, mas não tem nenhum efeito sobre a pele.

 Mulher passando produto no rosto  - foto: Getty ImagesÁgua oxigenada

A água oxigenada tem ação antisséptica e antibacteriana e pode ajudar a tratar infecções. Mas isso não significa que ela pode ser usada para tratar espinhas. "As concentrações elevadas podem até irritar a pele, que fica vermelha e coça bastante", afirma Maria Paula Del Nero. 

Mulher passando produto no rosto - foto: Getty ImagesPomadas contra assaduras

"Algumas pomadas para assaduras têm ação antisséptica e podem até diminuir a oleosidade da pele, o que ajuda no tratamento das espinhas", afirma Cláudio Mutti. Mas, como são medicamentos, devem ser usadas com recomendação médica. O mesmo vale para as fórmulas populares, que contêm cânfora na fórmula: essas pomadas podem até aliviar o problema momentaneamente. Mas, sem acompanhamento médico, há risco de que as espinhas aumentem ainda mais ou de que a pele acabe manchada, se houver sensibilidade a algum componente do produto.

 Mulher cuidando da pele - foto: Getty ImagesCânfora

A cânfora é um antisséptico, mas só deve ser usado em formulações cosméticas, e não aplicado diretamente na pele. "Ela pode causar dermatite de contato, eczema (um tipo de infecção da pele) e até mesmo intoxicação quando absorvida diretamente pela pele ou inalada", afirma Cláudio Mutti. 




  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

0 comentários:

Postar um comentário